Com origens no século XVIII, a Universidade do Porto (U.Porto) é atualmente uma das mais prestigiadas Instituições de Ensino Superior na Europa. Conta com aproximadamente 32 mil Estudantes e 2400 professores e investigadores, assim como 1600 membros de staff nas suas 15 escolas e 60 unidades de investigação científica localizadas em 3 campi universitários na cidade do Porto.

A Faculdade de Engenharia (FEUP) é a maior das 14 Faculdades que constituem a Universidade do Porto, apresentando perto de 8000 estudantes, 63 cursos e cerca de 600 professores e investigadores em 9 Departamentos de Engenharia: Química, Civil, Eletrotécnica e de Computadores, Industrial e Gestão, Informática e Computação, Mecânica, Física, Metalúrgica e de Materiais e Minas e Geoambiente.

A FEUP está localizada num verdadeiro Bairro de Inovação, em que a forte presença das engenharias, das ciências da saúde e do empreendedorismo se revela altamente propícia ao processo de inovação. Aqui encontra-se também instalado o Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC), estrutura fundamental de apoio à transferência de conhecimento entre a universidade e o mercado. 

Mais informações em: www.fe.up.pt

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC) apresenta uma das mais amplas e diversificadas ofertas formativas universitárias do país, propondo formação em áreas de ciências fundamentais, mas também em engenharia e em áreas transversais ou interdisciplinares. Esta formação, que inclui mais de cinco dezenas de licenciaturas ou mestrados e mais de duas dezenas de doutoramentos, é estruturada em torno dos departamentos em que a FCTUC se organiza: Arquitetura, Ciências da Terra, Ciências da Vida, Engenharia Civil, Engenharia Eletrotécnica e de Computadores, Engenharia Informática, Engenharia Mecânica, Engenharia Química, Física, Matemática e Química.

A FCTUC enquadra mais de duas dezenas de unidades de investigação, avaliadas por painéis internacionais, desempenhando, por conseguinte, um papel ativo na criação de conhecimento, fundamental e aplicado. A diversidade dos docentes e investigadores da FCTUC, cobrindo diferentes áreas do saber, é patente na participação em unidades de investigação interdisciplinares em que a Universidade de Coimbra é membro associado. A enorme quantidade de projetos de investigação internacionais em que os seus investigadores estão envolvidos é a manifestação clara do reconhecimento da qualidade da investigação aqui produzida.

A FCTUC valoriza igualmente a inovação e a transferência de conhecimento para a sociedade, consubstanciadas num elevado número de contratos com entidades externas, bem como na participação ativa no nascimento de novas empresas através da participação em várias incubadoras de empresas sedeadas na região centro de Portugal, como o Instituto Pedro Nunes, uma das mais bem-sucedidas incubadoras a nível mundial, o Biocant, direcionado para empresas na área da biotecnologia, o BLC3, que centra a sua atividade na economia circular, biorrefinarias e bioindústrias, ou o SerQ, cujos interesses se dirigem sobretudo à economia da floresta.

Não surpreende assim que a forte aposta na qualidade e relevância social da oferta formativa da FCTUC se traduza num elevado reconhecimento externo pelas entidades empregadoras, pelas melhores escolas e unidades de investigação do mundo e ainda pelos candidatos que nos procuram, num ambiente de crescente empreendedorismo e internacionalização das atividades desenvolvidas.

A FCTUC contribui ativamente para que seja uma experiência única estudar ou trabalhar na Universidade de Coimbra. O ambiente académico que oferece proporciona uma vivência inesquecível fundada em mais de sete séculos de história da Universidade, num entrecruzar de tradição e modernidade, impulsionador do desígnio humano da busca do conhecimento.

Mais informação em www.uc.pt/fctuc

O Instituto Superior Técnico tem como missão contribuir para o desenvolvimento da sociedade, promovendo um Ensino Superior de qualidade nas áreas da Arquitetura, Engenharia, Ciência e Tecnologia, nas vertentes de graduação, pós-graduação e formação ao longo da vida, e desenvolvendo atividades de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (ID&I), essenciais para o progresso do conhecimento, e para ministrar um ensino ao nível dos mais elevados padrões internacionais.

A celebração do centenário do Técnico, em 2011, assinalou um marco histórico numa instituição que mantém as suas tradições e valores intactos, projetando-os no futuro de um mundo global e altamente qualificado. Conceitos como inovação, conhecimento e tecnologia foram adotados como princípios estratégicos numa instituição que procura assegurar elevados níveis de ensino que promovem a excelência e se adequam às exigências da sociedade do conhecimento.

O Técnico, integrado na Universidade de Lisboa, a maior e mais competitiva universidade do país, é reconhecido nacional e internacionalmente como uma escola de elevada reputação e notoriedade nas áreas da Arquitetura, Engenharia, Ciência e Tecnologia. Agrega os mais prestigiados laboratórios e institutos de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (ID&I) existentes em Portugal, cujo impacto internacional é bem patente em diversos domínios da investigação científica.

A oferta formativa abrange um vasto leque de cursos de licenciatura e de mestrado. Ao nível da formação pós-graduada disponibiliza diversos programas de doutoramento, permitindo o desenvolvimento de um conjunto de competências transversais aos seus alunos. O Técnico está envolvido ativamente em várias redes e programas internacionais que visam a mobilidade dos seus estudantes, nomeadamente através de programas de graduação e pós-graduação.O valor produzido pelo Técnico para a sociedade tem sido fundamental na criação de conhecimento de vanguarda em áreas de cariz científico e tecnológico. A aposta na transferência desse valor assume-se como eixo central da atividade da escola.

www.tecnico.ulisboa.pt/pt/

Fundada em 1975, a Escola de Engenharia da Universidade do Minho (EEUM) tem vindo a destacar-se como um agente de mudança, prestando um contributo extraordinário para o avanço da ciência e da tecnologia. A Escola tem consolidado a sua posição entre as melhores instituições de ensino de engenharia do país, com visibilidade internacional. Hoje em dia, esta é uma escola madura, de olhos postos no futuro, que detém uma posição de relevo entre as instituições congéneres.

Verdadeiramente empenhada em proporcionar uma educação superior de elevada qualidade, a Escola de Engenharia tem como objetivo formar cidadãos e profissionais altamente competentes e com um papel social relevante e ativo. Somos movidos pelo ensino e pela aprendizagem ao longo da vida, procurando constantemente oferecer oportunidades de renovação de competências e aquisição de novo conhecimento, incentivando a melhoria contínua das competências profissionais.

A Escola de Engenharia oferece programas educativos e oportunidades de investigação inovadora em áreas​ clássicas da Engenharia como pilares do ensino neste domínio. Não obstante, a Escola dedica também os seus esforços a áreas científicas inovadoras e pioneiras, as chamadas “novas engenharias”, envolvendo novas tecnologias de produção, processos mais eficientes, design avançado, energia e sustentabilidade. A Escola pretende promover o conhecimento e inovação trabalhando em paralelo com vista à reinvenção do futuro e à criação de soluções efetivas para os desafios societais dos nossos dias: ambiente, energia, reindustrialização, sustentabilidade, bioengenharia, etc.

A Escola de Engenharia é uma Escola dedicada à investigação de ponta e capaz de responder aos problemas concretos do quotidiano, em colaboração próxima com o tecido industrial e com a sociedade. As atividades de I&D incentivam a criação de novo conhecimento que, por sua vez, é aplicado e ensinado, renovando constantemente o ciclo da aprendizagem baseada na prática. Como uma instituição de I&D de excelência, a Escola dedica a sua atividade a áreas estratégicas para o seu desenvolvimento, reforçando a sua posição na rede de instituições de investigação nacionais e internacionais.

www.eng.uminho.pt/pt

A Universidade de Aveiro (UA) é uma fundação pública com regime de direito privado que tem como missão a intervenção e desenvolvimento da formação graduada e pós-graduada, a investigação e a cooperação com a sociedade.

A missão da UA é criar, compartilhar e aplicar conhecimento, envolvendo toda a comunidade através do ensino, da investigação e da cooperação com o meio envolvente, com vista a fazer uma clara diferença para os indivíduos e a sociedade. O objetivo é criar e transmitir conhecimento para transformar vidas, comunidades e a sociedade em geral, promovendo a formação para a cidadania, no respeito pela liberdade, igualdade e dignidade da pessoa humana.

O conhecimento da Universidade de Aveiro (UA) abrange diversos domínios científicos, desde a Engenharia às Artes, sendo a UA reconhecida no meio académico nacional e internacional como inovadora e orientada para a resolução de problemas concretos da Sociedade.

Com o objetivo de valorizar e aplicar o know-how da UA, as suas competências técnicas foram organizadas em nove áreas de cooperação, a fim de evidenciar o seu potencial de aplicação nos diferentes setores de atividade das empresas, administração pública e demais entidades do 3º setor. Em cada uma delas é possível encontrar equipas multidisciplinares, integrando investigadores dos diferentes Departamentos, Escolas Politécnicas e Unidades de Investigação, com experiência de interação com o exterior.

Pretende-se, em cada uma das áreas, dar a conhecer as capacidades de investigação, desenvolvimento tecnológico e inovação da UA e também compreender melhor as necessidades reais das empresas, com vista ao estabelecimento de parcerias, através da dinamização de projetos conjuntos ou de prestações de serviços.

www.ua.pt/

A Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade NOVA de Lisboa (NOVA FCT), uma das três maiores e mais prestigiadas escolas de Engenharia e Ciências do País, a 15 minutos de Lisboa, é reconhecida pela sua investigação de excelência, pela qualidade dos seus cursos e pela empregabilidade dos seus diplomados (licenciados, mestres, doutores).

A NOVA FCT, com cerca de 8500 estudantes, dispõe de um dos melhores Campus universitários, distinguindo-se por uma cultura de excelente relacionamento docente-estudante e por uma vida académica intensa, com atividades culturais e desportivas.

Todos os seus cursos estão acreditados pela A3ES (Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior) e todos os cursos de Engenharia são reconhecidos pela Ordem dos Engenheiros, FEANI e EUR-ACE.

Com cerca de 420 docentes, 300 investigadores e 200 funcionários, a NOVA FCT estrutura-se em 13 Departamentos e 16 Centros de Investigação, oferecendo 117 ciclos de estudo (19 Licenciaturas; 11 Mestrados Integrados (sem ingressos a partir de 2021/22); 49 Mestrados; 38 Doutoramentos).

A sua produção científica, materializada pela publicação de um elevado número de artigos em revistas científicas internacionais de grande exigência e qualidade, confere-lhe amplo reconhecimento internacional (o valor do índice de produção científica – SciVal Citation Impact – é de 1,35, o que significa que a NOVA FCT se encontra 35% acima da média mundial). Este desempenho permite-lhe integrar as principais redes de universidades tecnológicas, como a rede CESAER e participar em consórcios com universidades europeias e dos EUA, designadamente MIT, CMU e Universidade do Texas.

A participação da NOVA FCT em 9 COLABs e a obtenção de 17 Bolsas ERC por investigadores da NOVA FCT (maior concentração destes laboratórios e bolsas em universidades portuguesas), mostra ser uma Escola de Ciência e Engenharia orientada para o futuro e baseada em investigação internacional de vanguarda.

www.fct.unl.pt/